Gonçalo Barreiros, ‘Untitled’, 2012, Vera Cortês