João Maria Gusmão, ‘Untitled’, Veritas